Home / Pelo Mundo / Destinos / América / Série: por essas Minas Gerais – parte 1

Série: por essas Minas Gerais – parte 1

O Aqui é Assim embarcou em uma viagem, de 9 dias, rumo a Minas Gerais e neste primeiro post da Série por essas Minas Gerais vamos falar sobre como foi planejar a viagem, qual foi a nossa rota, a hospitalidade dos hostels em que ficamos e dar apenas um gostinho dos passeios que fizemos pela região.

Há um ano na lista dos lugares para visitar, Minas Gerais sempre foi um dos destinos brasileiros que queria explorar. E como toda boa viajante, o planejamento foi fundamental para aproveitar ao máximo o que a região tem para oferecer sem comprometer muito o orçamento.

Mirante do Morro São Sebastião em Ouro Prêto
Mirante do Morro São Sebastião em Ouro Prêto

O planejamento

Enviei um whatsapp para meu amigo, Walter Ramos, comunicando minha decisão de explorar terras mineiras e foi aí que nosso planejamento começou. Bastou uma ligação via Skype um mês antes da trip e pronto. Estávamos com as datas, rota e lugares definidos; tudo devidamente organizado nesta planilha que criamos com todos os custos da trip 🙂

Este mineiro foi fundamental para que tudo desse certo na viagem. Nossa rota, hospedagem e passeios ficaram praticamente por conta dele. Mas como nos conhecemos? Logo quando retornei do meu intercâmbio na Malásia, decidi voltar as atividades com a organização que me levou para lá: a AIESEC. Trabalhamos virtualmente por 1 ano e somente nesta viagem tivemos a oportunidade de nos conhecer pessoalmente. Com certeza uma das melhores coisas que a vida lhe dá são as pessoas que você encontra no meio do caminho e o Walter é uma delas.

Planejamento pronto, o próximo passo foi garantir a passagem aérea. Para facilitar utilizei alguns sites de pesquisa como o Skyscanner, Decolar e eDestinos. Após garimpar os melhores preços, entrei no site da cia aérea escolhida e comprei por R$628,50 o bilhete de ida e volta. A saída de Florianópolis foi no dia 05/08 com retorno no dia 14 do mesmo mês.

Passagem garantida, hora de arrumar a mala. Como sempre levei mais roupa do que precisava, mas uma mala de 23 kg é mais do que suficiente para passar 10 dias. Em Minas a temperatura é relativamente mais alta do que em Florianópolis, então acabei levando uns casacos extras, que usei mais em Ouro Prêto por conta da altitude, o que torna a cidade mais fria a noite. Na bagagem foram 3 calças jeans, 4 leggings para o dia, blusas diversas (curta, longa e para noite), 1 vestido, 3 casacos, 1 jaqueta, 2 blusões quentes (não precisa), pijama, 1 sapatilha, 1 chinelo, 1 bota de trekking (fundamental), toalha, peças íntimas e mais umas cositas. Levei secador de cabelo mas não funcionou devido a diferença de voltagem. No mais, documentos, câmera, selfstick e coisas do Aqui é Assim 🙂

Saí de Florianópolis, Santa Catarina, na sexta-feira dia 05/08 com destino a Belo Horizonte, Minas Gerais, para encontrar meu amigo. Com apenas uma escala em Congonhas, São Paulo, às 9h30 já estava pousando em terras mineiras. Do aeroporto peguei um transfer para a rodoviária por R$12,10 e em 40 minutos eis, que finalmente, encontrei o Walter e sua mochila me esperando.

Vista área da chegada em Minas Gerais
Vista área da chegada em Minas Gerais

As cidades que planejamos conhecer com calma foram Ouro Prêto, Mariana e Belo Horizonte; e em cada uma delas nos aventuramos por ruas, lugares históricos, bons restaurantes e muito mais.

A rota e os passeios

Ouro Prêto

Chegando na rodoviária de BH fizemos uma pausa para o café da manhã que teve direito a pão de queijo recheado com queijo e calabresa e é claro uma limonada suíça para completar. Compramos as passagens para o nosso primeiro destino: a histórica Cidade de Ouro Prêto. O trajeto Ouro Prêto-BH saiu por R$66,50, ida e volta. Em pouco mais de duas horas já estávamos lá descendo suas lindas ladeiras em direção ao nosso hostel: o Trilhas de Minas Hostel.

Ouro Prêto é uma cidade de uma energia sem igual e dona de um dos pores do sol mais lindo que já vi. Patrimônio Cultural da Humanidade é certamente um dos lugares que você deve visitar mais de uma vez na vida. São inúmeras as igrejas, basílicas, capelas e museus que retratam o tempo de um modo único; além dos seus bares, restaurantes e botecos que completam a viagem com uma gastronomia que agrada aos mais diversos paladares.

Cada casa colorida, cada uma de suas ladeiras e ruas estreitas carregam consigo um tempo que não volta mais, mas que se faz ainda tão presente, que fascina. Fascina o tempo todo. Não há como não se encantar por este lugar. Sua história, seus sabores e sua natureza exalam um jeito único de viver que só se encontra ali e não é igual a lugar nenhum.

Pôr do sol em Ouro Prêto
Pôr do sol em Ouro Prêto

Mariana

Próximo a Ouro Prêto fica a Cidade de Mariana e o Aqui é Assim também esteve lá. Nosso segundo destino nos presenteou com um lindo passeio de trem, muita história e a descida na maior mina de ouro aberta a visitação do mundo.

Nossa passagem por Mariana foi rápida, apenas um dia, mas foi o suficiente para conhecermos o seu centro histórico, visitar suas igrejas, saborear um bom prato mineiro e caminhar por horas em suas ruas em busca do clique perfeito.

Vista da cidade de Mariana
Vista da cidade de Mariana

Belo Horizonte

De Ouro Prêto pegamos o ônibus de volta para BH no dia 09/08. Chegamos por volta das 19h e fomos direto para o Hostel que nos receberia na cidade: o Samba Rooms Hostel. Nosso último destino, Belo Horizonte, também surpreendeu. A Praça da Liberdade, o Mirante das Mangabeiras e a Pampulha foram só alguns dos lugares que conhecemos e que encheram a nossa bagagem de boas histórias e lugares incríveis, tornando esta trip inesquecível.

Ao todo planejamos 5 dias e meio em Ouro Prêto, sendo 1 nosso bate e volta a Mariana, e 3 dias e meio em Belo Horizonte.

Palácio da Liberdade na capital mineira
Palácio da Liberdade na capital mineira

Os Hostels

O Trilhas de Minas Hostel foi o primeiro hostel da Cidade de Ouro Prêto e fica localizado na Praça Antônio Dias, 21.

Fundado pelo próprio Walter na época em que morava na cidade o ambiente é extremamente aconchegante. O hostel possui tudo o que um viajante precisa para tornar a sua estadia incrível: sala confortável, cozinha espaçosa, um café da manhã sensacional, quartos e banheiros limpos; fora a hospitalidade da Jussara e do Juninho, que além de dicas valiosas nos presentearam com o melhor shot de cachaça da região.

Não é à toa que o hostel já foi premiado pela TripAdvisor como o melhor da cidade e o Aqui é Assim super recomenda 🙂

O Samba Rooms Hostel é um casarão localizado na Av. Bias Fortes, 368, no Bairro Lourdes, em Belo Horizonte. Quase ao lado da Praça da Liberdade, a 20 minutos do Mercado Público e a 30 minutos da rodoviária e do centro da cidade, sua localização facilitou muito o nosso deslocamento por BH, nos permitindo fazer boa parte dos lugares a pé.

O casarão é amplo, cômodo e aconchegante. Possui um espaço sensacional e com toda a infraestrutura necessária para receber os viajantes. São vários quartos e banheiros, além de uma cozinha grande, sala de estar, varanda e churrasqueira que tornaram a nossa passagem por Belo Horizonte sem igual. Ambiente colorido, agradável e movimentado, o hostel possibilita conhecer pessoas do mundo todo, trocar ideias e dicas sobre a cidade, além de, é claro, conhecer diferentes histórias de vida. Super bem avaliado pelo TripAdvisor recomendamos a estadia no local.

Em ambos hostel a hospitalidade foi fundamental para transformar a nossa trip em uma viagem sem igual 🙂

Próxima parada a Cidade de Ouro Prêto e seus encantos. Vamos contar no próximo post como foram os dias na cidade histórica, as aventuras e as descobertas deste pedaço de chão brasileiro.

Por Juliana Paul Mostardeiro

Juliana Paul Mostardeiro é a fundadora do Aqui é Assim, esse website que junta a paixão por viajar com a vontade de aproximar as pessoas deste fantástico mundo que é o de colocar uma mochila nas costas e sair por aí. Atualmente mora em Florianópolis onde trabalha também como Customer Success Manager na Resultados Digitais. Desenvolveu o projeto Jornalismo Cidadão: o voluntariado no aprendizado com à AIDS com pacientes do Hospital Universitário de Santa Maria nos anos de 2007 e 2008 e foi gerente das Lojas Riachuelo de 2010 à 2013, ingressando na empresa através do Programa de Trainees. É formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Maria e especialista em Gestão de Pessoas pela Universidade Anhanguera.

Sobre Aqui é Assim

Check Also

Série: por essas Minas Gerais – parte 4 – Belo Horizonte

Subir as ladeiras de Ouro Prêto carregada de malas e souvenirs não é a coisa …

One comment

  1. O estado de Minas Gerais tem muita coisa para conhecer. É cada cantinho lindo e apaixonante. Sempre descubro um lugar novo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *